Posso ficar triste do nada sim #PqNão

large-9
Imagem retirada do Weheartit

”Existe um certo tempo em que preciso que alguém esteja lá por mim”

Esse tempo para mim é agora, venho há um certo tempo precisando das pessoas e percebendo que elas não estão realmente lá para mim, na verdade as pessoas não ligam muito para o que você precisa, porque já é da nossa natureza nos importar com nós mesmos e deixar o outro em segundo lugar. Algumas poucas pessoas são agraciadas com a virtude de se preocupar com as outras. 

A tristeza não é realmente um sentimento ruim. Eu por exemplo costumo escrever melhor, e tomar melhores decisões quando estou triste. Parece que vejo o mundo ou todo mundo de um jeito diferente. Porque quando estou feliz não ligo para as pequenas coisas e elas passam mais despercebidas, quando você realmente precisa de pequenas coisas, percebe a verdade. Quando estou triste penso melhor nas minhas decisões e como elas me afetariam, não me deixo levar pela euforia. 

Sou muito quieta, na minha, não gosto de incomodar, talvez por isso seja daquele tipo que sofre em silêncio e que não tem ninguém para ajudar. Quer saber, isso é uma mentira, quem gosta de você e se importa, passa a perceber quando você não está bem, mesmo que você seja do tipo calada e quando mesmo assim você não sente que está sendo amada, que não tem ninguém pra contar pode ser verdade que você não pode contar com ninguém. 

Estou em um certo momento que a única certeza que tenho é que vou acordar, fazer coisas triviais como estudar, ficar em casa assistindo algo na tv, ir para a aula, ouvir música, dormir e acordar para outro dia exatamente igual. Dizem que o primeiro passo é você aceitar que precisa de ajuda, e estou aceitando o fato que preciso de algo que levante meu ânimo, um simples ”estou aqui por você” de verdade já serviria, um cafuné, um sorriso sincero. Porém, as pessoas estão mais preocupadas em qual vantagem ela vai ter caso te ajude, o que você dará em retorno. 

Você sente que não tem ninguém ao seu lado, que você está sobrevivendo e não vivendo como deveria, não acorda com um sorriso no rosto, não sente a alma leve. Você está no mesmo lugar que eu estou, empacada em um estado de dor que nunca passa, angustiada com algo que você não tem a mínima ideia do que seja, e que outras pessoas não entendem, porque na verdade, elas tem a vida delas para se preocupar e você meio que deve procurar a solução sozinha, para algo que você não faz a maldita ideia do que seja

Uma pessoa me disse que eu deveria colocar para fora tudo que estou sentindo, seria fácil se pelo menos soubesse o que está acontecendo aqui dentro, que monte de sentimentos misturados são esses que apareceram ou se mostraram mais recentemente. O pior é perceber que as respostas das pessoas, são como se fosse respostas programadas pra esse tipo de problema. 

Acabei criando uma ”tática” para driblar a tristeza nessas últimas semanas, algumas coisas comecei a fazer recentemente mas me deram um resultado positivo e resolvi dividir com vocês. 

  • Quando acordar coloque tudo o que você está sentindo em um papel, ao final do dia em outra folha de papel, coloque tudo o que aconteceu e como você se sentiu durante o dia, você pode fazer isso ao longo do dia se preferir. E depois compare as duas e veja qual o balanço do seu dia. 
  • Escute músicas alegres, que passem alguma mensagem positiva, que você goste da letra ou do ritmo. Criei uma playlist para mim no Spotify, que tenho escutado e me ajudado. 
  • Assista filmes, séries, ou vídeos que você goste, pode ser aquela comédia mais besta do mundo, desde que por um instante você esqueça aquilo que está te deixando triste. Eu tenho dois canais que eu estou assistindo recentemente e me ajudado com a minha tristeza. O canal do Fernando Escarião amo os bordões que ele solta ao decorrer dos vídeos e tem alguns vídeos com temas de como lidar com a solidão, amor próprio e coisas do tipo. E o canal do Guilherme Sousa que dou risada do início ao fim. Ele comenta de um jeito bem único vários programas de tv. 

Esse post faz parte de um projeto de um grupo do qual eu faço parte o QG dos blogueiros e eu poderia falar sobre qualquer tema, mas escrevi sobre esse para me ajudar e tentar de alguma forma, ajudar outra pessoa. 

fac3a7adiferente

Anúncios

Metas para 2016

2016

Olá amores tudo bem? O ano de 2015 está acabando e algumas pessoas são acostumadas a fazerem metas para o próximo ano para ter uma motivação a cumpri-las. Eu não sou uma dessas pessoas mas decidi fazer esse post com as minhas metas para eu ter mais garra para correr atrás do que eu quero, não ficar apenas esperando e o que der, deu. Pensei bastante nas metas até porque não tenho o costume e resolvi compartilhar com vocês, como minhas amigas vocês devem saber dessas coisas hahaha.

Vai ser legal vir aqui no final de 2016 e ver quais as coisas que eu realizei e quais ainda faltaram.. Eu espero que vocês gostem e que eu inspire alguém a fazer a própria lista!

  • Passar nos dois semestres da faculdade.
  • Ter mais paciência com as pessoas, que não merecem a minha raiva.
  • Ter mais tempo para o blog, postar mais vezes.
  • Me dedicar ao canal e postar vídeos toda semana.
  • Ter amor próprio e não mendigar amor de ninguém.
  • Não pensar na opinião das outras pessoas, além das que importam.
  • Viajar pelo menos uma vez em 2016.
  • Fazer novos amigos e cultivar os velhos.
  • Ter um melhor relacionamento com Deus.

Essas são as minhas metas para 2016, vocês já fizeram a de vocês? Me contem, vou adorar saber ❤

O que eu vejo quando olho no espelho?

mirror

Eu passo dias sem te encarar, tento esquecer que você está ali, faço outras coisas e por um momento nem lembro da sua existência. Mas cedo ou tarde eu tenho que te encarar e ver aquele olhar de julgamento, a expressão de medo que os olhos entregam. Eu me sinto pequena, inferior, sendo julgada por uma imagem. Sendo julgada pela embalagem e não pelo conteúdo, pelas coisas que eu sei que posso fazer e que já tentei fazer para não me sentir inferior. Quando me olho no espelho todas as minhas expectativas são minimizadas, eu sinto que não consigo fazer nada daquilo que um dia eu quis, sinto que além das pessoas eu coloco muita pressão em mim mesma e no fim eu não consigo fazer absolutamente nada.

Quando eu olho no espelho vejo uma pessoa que ainda não se deu conta da realidade, uma pessoa que não atende as expectativas de ninguém, e que não é aceita por ninguém porque em primeiro lugar não se aceita como é. Quer ser algo que acredita ser o ”certo” mas na verdade não existe certo ou errado existe ser ela mesma. O espelho me julga porque eu me julgo primeiro, eu não me aceito do jeito que eu sou e por isso ninguém vai me aceitar. Eu tenho que dar o primeiro passo para que os julgamentos parem, para que a imagem que eu vejo seja algo que eu queira ver.

Se você está assim como eu se olhando no espelho e vendo algo que não gosta, aí vai o meu conselho: Se ame. Com todos os defeitos, com todas as imperfeições, se ame apenas e você vai ver o mundo e as pessoas de forma diferente. Não vou dizer que é fácil, as vezes é mais fácil se odiar, mas tente assim como eu estou tentando. Uma pessoa não é capaz de muita coisa, mas juntas as pessoas são capazes de coisas inacreditáveis. Eu vou estar aqui por você, e sei que você vai estar aí por mim.

Ninguém me ouve.

tumblr_n4e96bhmbW1tsew1zo1_500

Sentia a necessidade de falar.
Alto e claro, mas não, ninguém me ouviria.
Queria gritar, explodir, expelir as palavras engasgadas em minha garganta, expor, alto e claro.
Tentei, mas não, ninguém me ouvia.
E as palavras eu engolia, estrangulavam-me, matavam-me lentamente, como veneno não cuspido para fora.
Gostaria de expulsá-las, gritar alto e claro, mas não, ninguém me ouviria.

Imagem Transparente (1)

Texto da Tati Bernardi

tumblr_n7j8sd1NMd1tr9u2ao1_500

“Se eu perdoaria uma traição? Claro! Meu coração é nobre e sempre há perdão nele. Eu diria: “Amor, eu te perdoo”. Depois juntaria minhas coisas e nunca mais apareceria, mas eu perdoei, tá? Acho que não existe nada pior do que uma traição. Se dedicar, se entregar, amar a alguém e esse alguém te trair. “A carne é fraca”, justifica. A carne é fraca, mas eu sou forte e não mereço alguém assim do meu lado. Tudo bem que há os modernos que vivem em relacionamentos abertos. Se eu acredito em relacionamento aberto? Acredito! Relacionamento aberto, aberto ao fracasso, aberto ao fim, aberto a mágoa, aberto a toda falta de reciprocidade e dignidade sentimental que se possa imaginar. Afinal, o que é mesmo amar? É escolher uma pessoa entre milhões de especies disponíveis no mundo e elegê-la ao cargo máximo de estar única e exclusivamente ao seu lado. Se é pra ficar comigo e com mais todo mundo que aparecer na reta, eu prefiro ficar só! Em uma traição não importam os motivos de quem traiu, mas a dor de quem foi traído. Se traiu porque sentiu-se atraído, sinto muito, mas eu não sabia que estava namorando um imã que atrai tudo e todos, portanto, controle-se! Se traiu porque passou a gostar de outra pessoa, lamento, mas você não é nenhum líder religioso que é obrigado a amar a humanidade e, se fosse, isso excluiria o contato sexual. Traição não é oportunidade, nem escolha, é caráter “Caráter é uma linha reta, não faz curvas”. E se você gosta de andar em círculos, ande sozinho. Faça um exercício: toda vez que sentir vontade de trair, lave uma privada, pra você lembrar que toda traição termina assim: em merda. E no amor não basta apenas dar a descarga! A questão não é ter tudo, é escolher alguém e fazer dar certo. E se você não está disposto a ficar com uma pessoa só, sinto muito te informar, mas o seu destino é morrer sozinho.”

Um amor simples, sempre gostara de simplicidade.

tumblr_ln982aGHDe1qh92s9o1_500

Sonhava com um mundo sem tantas coisas com o que se preocupar. Não amava na esperança de não sofrer por ele, mas acabava sofrendo por não amar. Era estranha, vivia em seu mundinho quadrado, imersa em suas palavras, em suas musicas, em seus livros. Calada que só. Mais ficava revoltada por não ouvirem os gritos do seu silêncio. Não saia distribuindo sorrisos para estranhos na rua, mais cantava alto e dançava que nem louca quando ninguém via ao som da sua música favorita. Mas sim ela sonhava… Ah ela sonhava, com um mundo menos egoísta, com um mundo com menos regras, com um mundo sem preconceitos. E sonhava com um amor, não daqueles de cinema, não melosos e doces como mel. Mas com um amor simples. Ela sempre gostara de simplicidade.

Conversações com a noite sobre a vida.

foto_11

Dos males o menor, dos mares o maior, dos ares o melhor.
Das dores as pequenas, das alegrias as mais plenas.
Das vidas a viver, terras a percorrer
e dos rios… águas doce a beber.
De tudo o que acontece nada vale lamentar…
Um dia nossas dores hão de sarar e só nos resta
nos caminhos desta terra, trilhar.
Se acaso se magoares pode e deve-se pôr-se a chorar,
pois como amor há nessa vida, só nos mesmo amar.

download

Mudança no endereço do blog

large (1)

Oi amores, não sei se perceberam mas o blog está de endereço novo! Antes era mulherez.wordpress, agora o novo endereço é brisadavaidade.wordpress. Já estava querendo mudar o endereço antigo, eu estava achando que não combinava mais com o que eu queria para o blog e como mês que vem fazemos um ano de blog, é sempre bom mudar né? Em breve vamos ter o domínio .com pra ficar melhor das pessoas gravarem e encontrarem por ai. Vai ser difícil de se acostumar já que passamos quase um ano com aquele endereço, mas logo se acostuma (:
Esse era o aviso que eu queria dar pra vocês, explicar o porquê da mudança e dizer que muitas outras virão por ai.
O que vocês acharam da mudança?

Um estranho amigável

large (2)

Estava no chão, literalmente, com o rosto borrado por conta das lagrimas e da maquiagem vagabunda que comprava. Como tudo de ruim pôde acontecer em apenas uma noite, e como era de praxe tinha que ser comigo, odeio a teoria do ‘’ tudo que vai volta’’ a cabeça já estava prestes a explodir uma hora dessas e pra mim tudo parecia perdido. E lá veio ele, ele quem? Também não sabia, mais tinha pressa em chegar onde eu estava, dava passos cada vez mais largos como se estivesse fugindo de algo.
– Você está bem? – disse quase sem fôlego.
– Isto é bem relativo, essa coisa de estar bem ou não. Pode se estar bem e em um segundo uma bomba nuclear explodir perto de onde você mora, ou então, o avião onde você estar explodir em pleno ar. Mais e você está bem?
– Bem, agora que você falou acho que meus segundos de bem estar passaram e agora estou com uma desconhecida que parece um pouco louca e de birra com o mundo lá fora. E ele merece seu sofrimento?
Não é estranho como você convive com varias pessoas todos os dias e somente um desconhecido te desvenda e te ver por trás da sua armadura? E só um estranho seria capaz de fazer essa pergunta absurda.
– Ele?
– Sim oras, ou vai me dizer que está assim porque seu cachorro morreu?
– Na verdade o Fred morreu há dois anos, e não quero mais cachorros depois disso.
– Bastante tempo pra ficar em luto por um cachorro não acha?
– Ele era meu companheiro, ok. Mais tem razão tem um ele em meio ao meu sofrimento, que eu não gostaria de falar nesse momento.
– Se você preferir assim, tudo bem pra mim. – e ficamos tão calados que dava para ouvir a respiração do outro.
– E então porque correr para ajudar uma estranha?
– Estava no meu horóscopo que hoje uma estranha com maquiagem borrada precisaria de ajuda e aqui estou, pretendo ir para um lugar legal depois de morrer. – e então dei um sorriso. – pelo menos é uma estranha com um belo sorriso.
– Suspirei. – Que há tempos anda escondido em meio á lagrimas. – disse voltando a ficar triste.
– Não faça isso, não comigo que já te conheço há uns dez minutos. – e então ele retribui o sorriso.
– Você também tem um sorriso bonito.
– Copiei de uma estranha que encontrei com a maquiagem borrada. – e os dois sorriram.
E então eu me perguntei quem era aquele pelo qual eu borrei a maquiagem? E um estranho cujo nome não sabia me deu a resposta, alguém que não as merecia.

Imagem Transparente

O que ninguém fala sobre o amor.

large (2)

Quando você se apaixona dizem que tudo faz sentido, que seu mundo se renova e que você nunca mais será a mesma. Tudo mentira pelo menos no meu caso, o que acontece é que vem aquele cupido com suas flechas e te acerta o coração, aquele cupido descarado que sabe que você não queria se apaixonar naquele momento que seu coração não está pronto e mesmo assim o amor acontece. E depois da paixão o que se pode fazer? O que resta é se conformar que seu coração – coitado – vai apanhar até não aguentar mais, que ele vai pedir socorro e você só querendo saber da outra pessoa vem aquele período do amor incontrolável de querer sentir a outra pessoa, de não largar dela um segundo… Passando a anestesia da tal flecha você se dá conta que entrou na maior fria da sua vida que você caiu de cabeça de um precipício e está sem paraquedas, agora não tem mais como voltar. Quando você dá conta está caindo no chão e vai se esborrachar quem vai te segurar se você abandonou o amor próprio pra cuidar da outra pessoa? Se deixou para trás todas as suas crenças porque a outra pessoa não gostava e deixou tudo do que gostava porque não agradava a tal pessoa. Se você der sorte o “amor da sua vida” vai está lá de braços abertos a sua espera mas, se tiver o dedo podre que eu tenho pra homem minha filha você vai mesmo é se esborrachar lá em baixo. Não se preocupe você sempre levanta e se recupera da queda.”

Imagem Transparente